31 de jan de 2011

De um dia só meu,


O dia estava escuro como se fosse noite. As nuvens moviam-se rápido, desenhando e misturando todas as formas no céu.

E lá estava você. Sorrindo.
Seus olhos fitavam as flores amarelas do campo. Seus lábios mexiam-se seguidamente, encolhendo o nariz, como um pequeno coelho.
Então você me viu. Disse ''olá''.
Foi como um furacão. Uma intensa massa de sentimentos confusos dentro de mim.
"Ah, garota, como você mexe comigo", eu quis dizer. Mas tudo que conseguia foi sorrir e dizer "olá".

"Você sabe como seus olhos brilham quando sorri? Você sabe como fica linda quando se distrai por aí?", eu pensei.
E ela parecia não perceber nada.
Continuou ali observando o mundo. E eu continuei observando ela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blogroll