10 de fev de 2011

alguém pra dizer que amo,

Eram dois pares de olhos que haviam se cruzado infinitas vezes, sem encontrar encanto ou remanso uns nos outros. Mas isso mudara, em um certo dia. Em uma certa hora, que nem mesmo eles são capazes de explicar...



Essa história prova que o amor pode estar dentro de você, florescendo, sem dar sinais. O amor é a arma mais letal; nunca sabemos como chegará, nem mesmo quando. Para ser bem sincera, não sabemos nada sobre o amor.


Apesar de inúmeras tentativas, jamais havíamos nos envolvido realmente. Tudo era um grande engano, que não acontecera para o nosso bem.


O amor tarda, mas vem. E vem em conjunto com a maturidade e a capacidade de se relacionar. Por vezes sofremos e nos decepcionamos com pessoas que acreditávamos amar. Acredito que elas sejam apenas o preparo. Estão ali para ensinar, servir de experiência. Então, depois de sofrermos, errarmos e aprendermos certas coisas da vida, o amor finalmente aparece para ficar. Ninguém sabe quanto tempo. Sabemos apenas, que um único minuto desse néctar divino equivale à uma intensa felicidade, que de outra forma, é inalcançável.


O que mais me fascina nesse conto de amor, é o fato como os sentimentos surgiram do nada. Não se sabe exatamente quando começou, nem por que.


Mas o que eu sei, já é o suficiente para afirmar que não se trata de uma pequena história passageira. Se amor, não sei. Mas se for, eu gosto mesmo de amar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blogroll