20 de jan de 2011

embora,

Colocou sua mão sobre a dela e sorriu. Simplesmente sorriu.
Não disseram nada. O coração batia rapidamente, as pernas pareciam ter perdido o controle e a garganta secava.
Olhavam para o lago e pensavam na vida. Pensavam no outro e na vida.
Eram opostos. Mas naquele momento, pareciam uma única pessoa.
Então, em um certo momento, ela retirou sua mão do banco.
Ele enrubesceu.
Ela sorriu e disse:
"Ei cara, eu gosto mesmo de você"
Ele olhou em seus olhos, e para o chão. Então voltou a olhar em seus olhos e levantou-se.
Deu-lhe um beijo na testa e seguiu caminhando entre o caminho de pedra.
Ela ficou ali sentada. Pensando nele.
Ele foi embora, pensando nela.
Eram extremamente diferentes em tudo, mas desde aquele dia, não fizeram nada senão pensar um no outro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blogroll