13 de dez de 2010

Meu, para você

Você vem ecoando por entre as barreiras do meu som
Vem movendo meus ponteiros tão rapidamente, que ja nem sei se é dia ou noite
Aparece sorrindo como só você sabe
E então, finge não saber de nada
Finge não saber que é a melhor parte de mim
Que é você, amor
quem segura o meu eu
Que é você, amor 
quem me faz ser eu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blogroll