31 de out de 2010

não acredite no meu amor eterno;


- esperando, de novo. Dessa vez não por você, nem por ninguém. Só pelo destino. E pela felicidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blogroll