27 de out de 2010

pare, analise e mantenha-se em silêncio.

pare com essa mania irritante de tentar me devorar.
com esse jeito presunçoso de me rebaixar.
pare com essas ideias mal formuladas a meu respeito.
tente ao menos me olhar direito,
e só então diga,
o quanto me detesta,
por me amar infinitamente


2 comentários:

Blogroll