27 de out de 2010

não se enalteça,

Gostaria de saber o que te torna mais humano que eu. O que faz de você alguém mais especial. Pra passar por cima de mim, para desvincular ligações, arrancar raízes.
Gostaria mesmo de saber o que te torna mais visível, para arrancar de mim suspiros e pausas do tempo. Pra me fazer lembrar do teu sorriso sempre que aquela música toca.
A verdade é que você não é o melhor.
Você não é quem eu mais confio. Não é quem me faz rir, quem segura minhas lágrimas, quem me visita no fim de semana.
Você não é quem me ensina e quem aprende comigo. Não é meu espelho. Não é minha consciência nem o meu sorriso.
Você não se parece com meu sonho mais profundo. Não chora pela mesma música que eu.
Você não é quem compartilha momentos. E sequer teve momentos perto de mim.
A verdade é que você não é melhor que os outros.
E eu não me apaixonei por suas qualidades, mas por seus defeitos.
Porque você me parece tão mais confuso, que faz o mundo girar na simplicidade.
É tão distante, que faz as coisas parecerem extremamente alcançáveis pra mim.
E é por isso que toda vez que você passa por mim, eu sorrio.
Não pelo que representa para mim. Mas pelo fato de mostrar que minha vida é perfeita, comparada à sua.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blogroll