3 de jan de 2012

pensando em você,

e quantas vezes,
durante a madrugada,
não fiquei imaginando como seria
te encontrar por aí,
e não largar nunca mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blogroll